Soft Manipulation. Indicaciones locales y globales. Técnicas HVLA y Movilidad 3D del Raquis. [PORTUGAL]

Fecha: Del 19 al 21 de marzo de 2021

Docente: MARIO LUÍS GONZÁLEZ MSc. Eur. Ost. DO.

Web: http://mariosteopata.com/

Sede: Oporto - Portugal

Curso: Soft Manipulation. Indicaciones locales y globales. Técnicas HVLA y Movilidad 3D del Raquis.

395,00

19 – 21 MARZ 2021

Categorías: ,

Descripción

MARIO LUÍS GONZÁLEZ MSc. Eur. Ost. DO.
Soft Manipulation. Indicaciones locales y globales.
Manipulaciones con Parámetros Menores, Focalización máxima, Fuerzas Mínimas y patrones funcionales intrínsecos.
Técnicas HVLA y Movilidad 3D del Raquis.

 DESCARGAR DOSSIER

 

 EORA Academia Europeia de Osteopatia e Investigação

                                                          Manipulação suave

Módulo 1 Coluna Vertebral Manipulações com Parâmetros Menores, Focalização Máxima, Forças Mínimas e Padrões Funcionais Intrínsecos.

Destinado a Osteopatas D.O., C.O., Mestres e Alunos do Curso de Osteopatia Suprema Ensino e Pesquisa em Osteopatia Manipulação suave

Módulo 1 Manipulações Coluna Vertebral com parâmetros menores, focalização máxima, forças mínimas e padrões funcionais intrínsecos. 

Aberto – Prazo de inscrição
Descontos especiais! Estudantes e ex-alunos da FBEO, AIFROMM, ROE, APREO, SEMO e ISIC EORA Academia Europeia de Osteopatia e Investigação

Mario Luis González Díaz formado na Bélgica, França e Espanha, é especializado nas técnicas de manipulação e mobilização da coluna vertebral e do sistema articular periférico.

Os seus 32 anos de experiência clínica e 20 anos como professor em várias áreas acadêmicas em universidades e particulares nacionais e internacionais permitem-lhe refinar esta modalidade de tratamento integrando precisão, foco, destreza e integração de modelos atualizados em neurologia, fisiologia e biomecânica.

MARIO LUIS GONZÁLEZ DIAZ

 Eur Ost DO – MSc Osteopatia 

Apresentação/ Conceito: 

As manipulações articulares dentro do raciocínio clínico em osteopatia e terapia manual requerem precisão, segurança, foco e experiência. Um conhecimento específico da anatomia, fisiologia articular, associado à uma avaliação fina e um diagnóstico preciso, somados ao conhecimento básico dos conceitos atuais sobre nocicepção, transformam a manipulação de alta e baixa velocidade em um instrumento suave e respeitoso.

O contato dócil simultâneo à construção de alavancas adequadas e refletidas (percebidas em um diálogo com o tecido) e integradas ao objetivo desejado, permitem uma resposta fisiológica de grande eficácia e indolor.

Uma execução correta em conjunto com estes conceitos anteriores evita a irritação das terminações livres, prevenindo uma entrada exagerada nos sistemas já sensibilizados.

Eleger adequadamente os parâmetros através de uma palpação fina, localização correta, assim como o nível de colocação dos contatos são fundamentais para o respeito dos tecidos moles e uma ótima especificidade da manobra.

Conceitualmente, a maioria das manipulações são descritas como técnicas diretas ou estruturais, porém uma análise mais objetiva e tridimensional das mesmas permite um formato mais funcional do que direto. 

O uso de forças intrínsecas funcionais, assim como a percepção das sinergias disfuncionais conferem ainda mais força ao trabalho manual e maior correção dos quadros clínicos vistos frequentemente na consulta.

Este curso – workshop permitirá ampliar a precisão e perícia do terapeuta integrando diversas modalidades de avaliação local/global, e aproveitando plenamente de uma técnica limpa, respeitosa ao mesmo tempo eminentemente efetiva.

Longe de pretender elaborar um discurso “falsamente novo” ou de criar um método diversificado com explicações ilusórias, desfrutaremos de mais de trinta anos de experiência clínica dentro do vasto mundo das técnicas analíticas e HVLA que, misturados com o raciocínio clínico e os conceitos miofasciais, proporcionarão ao clínico uma maior eficiência/experiência na avaliação e tratamento osteoarticular, ao mesmo tempo que sua integração em um modelo de tratamento global. 

Otimizar a percepção, simultaneamente com a colocação de parâmetros específicos é a chave fundamental neste processo.

Objectivos gerais: A manipulação vertebral repousa sobre vários pilares a fim de que esta obtenha os resultados desejados.

– Uma correcta visualização anatómica das estruturas presentes.
– A percepção simultânea da resposta do tecido miofascial secundária à colocação dos parâmetros específicos e da focalização dos vetores.
– O conhecimento profundo dos padrões fisiológicos do segmento, assim como dos fenómenos interoceptivos ligados à mobilização local.
– O respeito pelas condições máximas de segurança com atenção especial às bandeiras vermelhas e aos padrões funcionais específicos de cada zona.

Este curso-workshop permitirá ampliar a precisão e experiência do terapeuta, integrando diversas modalidades de avaliação local / global e aproveitando ao máximo uma técnica limpa, respeitosa e ao mesmo tempo eminentemente eficaz.

A percepção da resposta dos tecidos moles simultaneamente com a colocação dos parâmetros específicos e a focalização dos vetores é fundamental neste processo.

MAIS INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:

Online: www.eoraosteopathy.com
Email: postgrados@fbeosteo.com 
Tel: +34 910 097 067 / +34 646 329 098